Últimas notícias
Experiência da Rede de Sementes do Xingu chega às escolas rurais da Austrália| Conseg solicita ao prefeito repasse de recursos para investir em segurança pública| O Município de Nova Nazaré, através da Gestão atual, tem intensificado os trabalhos com reformas e ampliações.| Grupo Pense Leve retoma as atividades em Gaúcha do Norte| Equipe da PRAE visita Câmpus da UNEMAT em Nova Xavantina|
Notícias - Gaúcha do Norte

05 de Fevereiro de 2019 ás 21:46:36

Prefeitura de Gaúcha do Norte sanciona lei que prevê negociação para contribuintes inadimplentes

Para usufruir dos benefícios, o contribuinte deverá fazer requerimento até o dia 31 de Dezembro de 2019 no setor de Tributos da Prefeitura.

Foto por: Assessoria da Prefeitura

A Prefeitura de Gaúcha do Norte publicou no Diário Oficial desta terça-feira (05.02), a Lei Municipal N° 890 com condições para que os contribuintes quitem dívidas tributárias e não tributárias com a administração. O documento dispõe de negociação com parcelamento e remissão de juros e multas sobre os créditos do município, decorrentes de débitos tributários, constituídos ou não, ajuizados ou a ajuizar, em razão de fatos geradores que tenham sido, ou não, objeto de notificação e inscritos na dívida ativa municipal.

Para usufruir dos benefícios, o contribuinte deverá fazer requerimento até o dia 31 de Dezembro de 2019 no setor de Tributos da Prefeitura.

Desconto e parcelamento

    Pagamento a vista, até o dia 31 de Dezembro de 2019, a redução dos juros e multa será de 100% (cem) por cento;

    Até 3 (três) parcelas iguais, mensais e consecutivas com redução de juros e multas de 80% (oitenta por cento);

    Até 6 (seis) parcela iguais, mensais e consecutivas com redução de juros e multas de 50%(sessenta por cento);

    Até 08 (oito) parcelas iguais, mensais e consecutivas com redução de juros e multas de 30% (trinta por cento);

    Ate 10(dez) parcelas iguais, mensais e consecutivas com redução de juros e multas de 20% (vinte por cento).

Lembrando que o pagamento da 1˚ parcela deverá ser feito no ato do requerimento e o valor de cada parcela não poderá ser inferior a 02 (duas) UPFM.

Atraso

O atraso por mais de 60 (sessenta) dias, ou 02 (duas) parcelas consecutivas, implicará no cancelamento do parcelamento.

Não pagamento

Os inadimplentes serão protestados administrativamente e executados judicialmente.

 Clique aqui e confira na íntegra a Lei N° 890/2019

 

Fonte: Assessoria da Prefeitura

O Portal não se responsabiliza pelos comentários aqui postados!