Últimas notícias
'Estava descontrolado descendo a ladeira', conta estudante que estava em ônibus que tombou na BR-259, em Serro| Desmatamento na Amazônia cresce quase 30% entre agosto de 2018 e julho de 2019, diz Inpe| Médicos discutem a necessidade do exame de toque na próstata| Diabetes é uma doença silenciosa; entenda os tipos| John MacArthur critica pastoras: “Capacitar mulheres torna homens fracos”|
Sicredi
Notícias - Saúde

17 de Outubro de 2019 ás 10:46:39

Casos de conjuntivite aumentam com o tempo seco e primavera

A transmissão da conjuntivite pode ser de forma direta ou indireta: um abraço ou beijo no rosto; usando a mesma toalha ou travesseiro e até pelo sabonete.

Foto por: Cassius Afonso/Arquivo Pessoal/Reprodução Rede Amazônica Acre

Na primavera, o pólen das flores está no ar e é uma causa bastante comum para a conjuntivite. Os olhos ficam vermelhos, inchados e com secreções.

Só em um hospital de Belo Horizonte houve um crescimento de 70% nos casos da doença. Clínicas de São Paulo e do Rio de Janeiro também registraram aumento nos casos.

O oftalmologista Emerson Castro tirou dúvidas sobre os tipos de diferentes da conjuntivite no Bem Estar dessa terça-feira (15).

A conjuntivite é uma inflamação da conjuntiva, a pele que recobre a parte branca dos olhos. Os sintomas são sensação de areia nos olhos, lacrimejamento e secreção.

Tipos de conjuntivite

Basicamente, são três tipos de conjuntivite: viral, bacteriana e alérgica.

As virais são causadas por vírus e são as mais agressivas. Os sintomas são mais intensos e pode durar de 2 a 3 semanas.

A bacteriana é causada por bactéria e os sintomas são mais brandos. Geralmente dura uma semana e os sintomas vão melhorando com o passar dos dias. Costuma ter mais remela que as outras.

A alérgica é parecida com as outras, mas há muito mais coceira e vermelhidão. Acomete pessoas alérgicas.

A transmissão da conjuntivite pode ser de forma direta ou indireta: um abraço ou beijo no rosto; usando a mesma toalha ou travesseiro e até um sabonete pode transmitir (o vírus fica vivo por um tempo ali). Usa lente de contato? Então descarte as lentes e a caixinha.

O tratamento

Na maioria das vezes não tem tratamento específico, o que deve ser feito é:

Isolamento (não ir trabalhar ou à escola para não transmitir)

Compressa com água filtrada gelada ou soro fisiológico

Colírio lubrificante (não usar os colírios que são remédios sem prescrição)

Alerta! Se a pessoa já estiver há 7 dias com o olho ruim, sem melhora, é sinal de alerta para procurar um médico para não ter sequelas.

 

Fonte: G1

O Portal não se responsabiliza pelos comentários aqui postados!