Últimas notícias
A Prefeitura de Canarana, em parceria com o SEBRAE, promoveu o I Seminário “Você é importante para o Município”. | A capital do nativismo Canarana realiza a maior Semana Farroupilha de Mato Grosso| Nova Xavantina aparece na lista de cidades que podem apresentar clima de deserto| Água Boa: Ruralista: bandidos pensarão duas vezes antes de invadir fazendas| Cocalinho/ Nova Nazaré (MT) - Ibama apreende madeira ilegal e aplica R$ 4,7 milhões em multas em 20 fazendas |
Notícias - Saúde

10 de Setembro de 2019 ás 05:06:54

Fumaça da poluição é diferente da fumaça de queimadas; entenda

A principal diferença está ligada com o material que está sendo queimado.

Fumaça da poluição dos veículos, fumaça do cigarro, fumaça das queimadas. Existe diferença entre essas fumaças? Sim! Quem explica é a bióloga Mariana Veras. “A principal diferença ela está ligada com o material que está sendo queimado. No cigarro temos algo específico sendo queimado, e nas florestas, incêndios é outro tipo de matéria”. Mas a bióloga lembra que ambos trazem riscos para a saúde.

 “O cigarro é uma exposição voluntária. Você usa porque você quer. A exposição à poluição, fumaça de queimadas, é involuntária. Você não tem opção de escapar”, completa Mariana.

Fumaça da poluição x fumaça da queimada

Os prejuízos para a saúde dependem de dois fatores: concentração de poluentes e tempo de exposição. “Embora os dois tragam riscos para a saúde, os episódios provenientes das queimadas são esporádicos. Já a poluição do ar está todos os dias nas nossas vidas”.

Nas cidades, a concentração de poluentes é menor que em uma queimada. Entretanto, na cidade o tempo de exposição é maior. Anos de exposição a uma fumaça com pequena concentração de poluentes pode ser mais prejudicial que uma única exposição à fumaça de queimada.

Prejuízos para a saúde

Nós respiramos, em média, 10 mil litros de ar por dia. As partículas de poluição presentes nas grandes cidades ou emitidas pelas fumaças das queimadas são prejudiciais para a saúde.

Mas quais prejuízos são esses? Quem não tem doenças respiratórias pode apresentar uma inflamação (pulmões, seios da face). Esse processo inflamatório pode aumentar o risco de infecção das vias respiratórias.

“Mas existe um outro grupo de pacientes. São os que já têm alguma doença respiratória. Ao inalar essas substâncias, essa pessoa pode ter uma crise de asma/bronquite, rinite”, alerta o pneumologista Clystenes Soares Silva.

Crianças e idosos sofrem mais com a poluição

Crianças e idosos são os que mais sofrem com a poluição. De acordo com o pneumologista, isso acontece porque eles não têm o sistema imunológico em pleno funcionamento. Na criança, o sistema imunológico não está totalmente formado. No idoso, o sistema de defesa está mais enfraquecido em razão do envelhecimento.

Sintomas da irritação das vias respiratórias

Olhos vermelhos e com coceira

Espirros

Coriza

Nariz entupido

Falta de ar

Tosse

Catarro

Chiado

Prejuízos para saúde em regiões de queimadas começam antes de nascer para metade dos bebês

Queimadas e saúde

Nas regiões com queimadas, os hospitais estão cada vez mais cheios. No Acre, onde boa parte do estado está coberto por fumaça há um mês, foram registrados mais de 47 mil casos de doenças respiratórias.

Em Lábria, no interior do Amazonas, houve um aumento de 15% nos custos de saúde. Já em Porto Velho, 380 crianças são atendidas todos os dias num hospital infantil – um aumento de 110% em relação ao último mês.

Um estudo da Fiocruz, em parceria com a USP e a Universidade Federal do Rio de Janeiro e do Rio Grande do Norte, revelou que os prejuízos para a saúde em regiões de queimada começam antes mesmo de nascer para 50% dos bebês.

“Esse particulado atravessa a placenta e vai prejudicar o desenvolvimento desse feto e, com isso, nós podemos detectar baixo peso ao nascer e prematuridade”, explica a pesquisadora da Fiocruz Sandra Hacon.

Na infância, os prejuízos mais evidentes são a asma, presente em 24% das crianças de 6 a 11 anos da região, e a perda de rendimento escolar. “Nós temos a perda da cognição, do aprendizado, a perda da memorização, da capacidade de aprendizado”.

Durante a vida, a exposição a queimadas leva ao aumento de casos de bronquite, pneumonia, depressão e hipertensão. E pior: “nós encontramos um poluente carcinogênico, proveniente das queimadas, diferente dos hidrocarbonetos que nós já conhecíamos, chamado reteno. Ele foi detectado em células de pulmão, o que comprovou seu efeito carcinogênico”, completa a pesquisadora.

Toda fumaça é igual?

Como minimizar danos

Melhorar a umidade do ar ajuda a diminuir as partículas menores que chegam aos pulmões. Veja outras dicas:

Beba água

Umedeça o ar do ambiente com umidificador, toalha molhada ou balde com água

Faça inalação

Melhore a defesa do corpo comendo alimentos ricos em vitamina C e B

 

Fonte: G1 — São Paulo

O Portal não se responsabiliza pelos comentários aqui postados!