Últimas notícias
Ministério da Agricultura aprova registro de mais 42 agrotóxicos, totalizando 211 no ano| Jon Favreau, diretor de 'O Rei Leão', explica filme: 'Queríamos que parecesse um documentário'| Defesa diz que Lula é idoso e pede prioridade no julgamento sobre suspeição de Moro| Brincadeiras juninas estimulam o ritmo e a coordenação das crianças| Pessoas têm mais dificuldade de beber água no inverno|
Notícias - Saúde

09 de Junho de 2019 ás 17:47:00

Obesidade é doença e pode ser causada por vários fatores

Endocrinologista explica que as pessoas não são obesas por desleixo e devem procurar ajuda médica para fazer o tratamento correto.

Foto por: Bem Estar

Estudo do Congresso Europeu de Obesidade afirma que 81% das pessoas obesas acham que a responsabilidade de emagrecer é só delas. O mesmo estudo mostra que quando há esse pensamento, a pessoa obesa não procura ajuda profissional e demora seis anos até que se procure ajuda.

"Quanto mais a pessoa demora para emagrecer, maior a chance de se ter outras doenças associadas ao excesso de peso, como diabetes e hipertensão", alerta o endocrinologista Bruno Halpern.

Muitos médicos também não falam sobre isso com o paciente por conta do estigma. A discussão não acontece e a pessoa não faz o tratamento adequado para emagrecer.

Outros dados do estudo mostram que apenas 51% das pessoas obesas discutem com seus médicos como podem ser ajudadas.

Fatores que levam à obesidade:

Consumir mais do que se gasta;

Sedentarismo;

Alimentos calóricos disponíveis e em grande quantidade;

Genética;

Mecanismos metabólicos: quando a gente emagrece, a fome aumenta e o gasto energético diminui;

Sono ruim;

Remédios.

Mas como emagrecer? O primeiro passo é procurar um profissional de saúde e não ter vergonha de falar das dificuldade para emagrecer. O médico precisa prescrever uma estratégia de emagrecimento de acordo com o caso. O tratamento pode ser mudança na alimentação, exercício físico e em alguns casos uso de medicamentos e cirurgia. As chamadas receitas milagrosas não dão certo e podem causar prejuízos para a saúde.

Outro estudo divulgado nos Estados Unidos alerta que jovens que foram ridicularizados por serem gordinhos tiveram um aumento de 33% do peso. É um alerta para quem insiste em fazer bullying com as crianças. O preconceito e o estigma social são grandes problema para o obeso por causa do julgamento. É fundamental o apoio da família e dos amigos no processo de emagrecimento.

Estudo mostra que para cada quilo perdido, aumenta 100 calorias do apetite Estudo mostra que para cada quilo perdido, aumenta 100 calorias do apetite

Estudo mostra que para cada quilo perdido, aumenta 100 calorias do apetite

A obesidade atinge 20% dos brasileiros. Ainda tem dúvidas sobre a doença? Sabe se o problema é genético? Se remédios podem levar à obesidade? Por que o corpo resiste a perder peso?

 

Fonte: Bem Estar

O Portal não se responsabiliza pelos comentários aqui postados!