Últimas notícias
Gestores de Canarana participam de Congresso Internacional de Sustentabilidade| Indígenas e prefeito de Canarana defendem maior discussão sobre o traçado da BR-242| Iluminação da travessia urbana BR 158 em Água Boa é oficialmente inaugurada| Boxeador Popó é confirmado na temporada de Praia de Nova Xavantina, cidade irá receber lutas de UFC| Xinguanos entregam ao governo plano de consulta inédito|
Notícias - Esportes

07 de Janeiro de 2019 ás 11:00:44

Com crédito por Sornoza, Fluminense sonha com Marquinhos Gabriel para maio, mas vinda é difícil

Negócio ainda faz parte da venda do camisa 10 ao Corinthians. Meia seria liberado em maio, ao fim da liga dos EAU. Caso jogador não venha, cariocas usarão valor para buscar outro atleta.

Foto por: Divulgação/Al Nasr

O Fluminense não conseguiu trazer Marquinhos Gabriel no começo da temporada, mas ainda sonha em contar com o meia-atacante, que pertence ao Corinthians e está emprestado ao Al-Nasr, em maio, quando se encerra a liga dos Emirados Árabes.

Conversas recentes entre os dois clubes sobre a liberação do jogador ainda no 1º semestre reacenderam a esperança do Flu em ter o atleta. A decisão final, porém, dependerá da vontade de Marquinhos Gabriel. E pessoas próximas a ele classificam como muito improvável a ida para as Laranjeiras.

A pendente transação ainda é parte da venda de Sornoza ao Timão. Mas caso o jogador não venha para o Rio de Janeiro, o Flu não ficará de mãos abanando - terá direito a um crédito.

Para entender como o clube carioca seria recompensado, é preciso detalhar a venda de Sornoza ao Corinthians. A ida do camisa 10 tricolor para o Timão envolveu o pagamento de uma quantia específica mais os empréstimos de Marquinhos Gabriel e Moisés até o fim do ano, com os salários pagos pelo clube paulista.

No caso da não vinda de um ou dos dois jogadores, o Tricolor teria direito a um valor extra já pré-determinado no contrato - uma espécie de crédito. A costura deste acordo foi um dos motivos a atrasar o anúncio oficial de Sonroza, que deve ocorrer em breve.

Caso Marquinhos Gabriel não venha em maio, o Tricolor planeja utilizar o crédito referente a ele para procurar um outro jogador no mercado. O Flu, inclusive, já utilizou o crédito relativo à não vinda de Moisés para comprar 30% de Marlon do Criciúma, adquirindo o atleta em definitivo.

O nome de Marquinhos Gabriel agrada ao técnico Fernando Diniz. A possível vinda do meia não afeta o interesse do Tricolor em Nenê, do São Paulo.

Apesar de o entorno do atleta considerar a possibilidade difícil, há esperanças no Fluminense em que o jogador se convença a seguir para o clube. Na época da venda de Sornoza, o diretor de futebol Paulo Angioni conversou por telefone com o meia, com quem trabalhou no Bahia em 2013, e disse ter recebido uma sinalização positiva. Na ocasião, o negócio não foi concretizado porque o Al-Nasr se recusou em liberar o atleta de forma antecipada.

Em meio a isso, houve também a oferta do Grêmio, considerada mais atrativa pelo jogador. Neste caso, o Corinthians só emprestaria o atleta caso o clube gaúcho arcasse com o salário integral, visto que já teria de arcar com um custo extra com a não ida do atleta para o Flu. Marquinhos Gabriel tem contrato com o clube paulista até 31 de julho de 2020 e está emprestado ao Al Nasr até 30 de junho de 2019.

 

Fonte: Felipe Siqueira — Rio de Janeiro

O Portal não se responsabiliza pelos comentários aqui postados!