Últimas notícias
Em alusão ao dia do Índio, Xavantes fecham rodovia e cobram pedágio em MT| Buscador Viajala é o 1° do Brasil a incluir a companhia aérea mato-grossense Asta| Secretaria de assistência social – Curso de Manicure gera oportunidade e renda em Água Boa| Canarana tem 80 pacientes em tratamento contra a Hanseníase| Canarana: veja inscrições homologadas para fisioterapeuta|
Notícias - Esportes

07 de Novembro de 2018 ás 12:45:09

Miocic desabafa sobre luta entre Cormier e Lewis: "Foi muito chato ver, porque deveria ter sido eu"

Ex-campeão dos pesos-pesados do UFC insiste que deveria ter tido a revanche imediata após a derrota por nocaute no primeiro round para o atual campeão no UFC 226.

Foto por: Michel Siqueira

Se existe alguém que ainda está inconformado com a luta entre Daniel Cormier e Derrick Lewis no UFC 230, este alguém é Stipe Miocic. O ex-campeão dos pesos-pesados, derrotado por nocaute no primeiro round por Daniel Cormier, continua acreditando que ele deveria ter recebido a revanche imediata após a derrota, já que havia batido o recorde de defesas do cinturão da categoria (três), e aceitado enfrentar Cormier em uma superluta.

- Eu vi a luta. Vi Cormier vencer um cara com um punhado de seguidores no Instagram com uma mão só. Eu me ofereci para lutar com Cormier nesse card e ele recusou. Disse que não estaria disponível, e uma semana depois ele aceitou enfrentar Derrick Lewis.

Foi muito chato assistir, porque deveria ter sido eu. Um monte de caras que nunca defenderam seus cinturões receberam uma revanche. Eu defendi o meu título três vezes, fiz um favor ao aceitar uma superluta, e não recebo uma revanche? - disse Miocic em entrevista ao site "ESPN.com"

Para Miocic, a vitória de Cormier foi fruto de um golpe fortuito, e não construída em uma disputa mais completa.

- Ele não me bateu a luta toda. Eu estava vencendo a luta e fui pego por um golpe. Não é suficiente. Eu estava em ótima forma. Quero meu cinturão de volta, porque ele é meu. Vou continuar falando. Eu mereço essa disputa, porque quebrei o recorde, me matei de tanto treinar e defendi meu cinturão mais vezes do que qualquer peso-pesado.

Perguntado sobre a possibilidade de Brock Lesnar, que está afastado do UFC há cerca de dois anos e meio, disputar o cinturão da categoria contra Cormier em sua próxima defesa de título, Miocic preferiu ignorar a possibilidade da luta acontecer, por julgar Lesnar um nome "irrelevante".

- Quem se importa? Brock está fazendo alguma coisa na Arábia Saudita. Ele não luta há dois anos e meio. É um cara irrelevante.

 

Fonte: Combate.com — Cleveland, EUA

O Portal não se responsabiliza pelos comentários aqui postados!