Últimas notícias
TJ abre dia 20 inscrições para concurso de juiz | Chuvas retornam após 90 dias e montante chega a 30 mm em Canarana| Campeonato Municipal de Futebol. Grande final domingo dia 18 de agosto em Água Boa| Prefeitura de Gaúcha do Norte utiliza recurso do Fethab para aquisição de um trator Case IH Puma 215| Ciclovia e nova entrada das Águas Quentes estão entre as obras comemorativas de 70 anos de Barra do Garças|
Notícias - Meio Ambiente

11 de Maio de 2018 ás 14:30:19

Busca pelo recorde de tucunaré-fogo desafia equipe no Xingu

Entre as 15 espécies de tucunarés o Terra da Gente busca quebrar o recorde de uma delas.

Foto por: Ricardo Custódio/ TG

O Parque Indígena do Xingu recebe apenas pescadores conscientes do pesque e solte. O lugar, no norte do Mato Grosso, é a casa dos índios da etnia Ikpeng. Em um lugar tão preservado o tamanho dos peixes chama a atenção e por isso a área é um ótimo ponto para quebrar recordes envolvendo as espécies de tucunarés. Isso porque a missão pode ser mais simples do que se imagina.

Poucas pessoas registram oficialmente as conquistas e, para muitas espécies, os recordes atuais podem ser quebrados facilmente. Um exemplo é o tucunaré-fogo. O maior exemplar já registrado no livro dos recordes da pescaria tem 4,5 quilos. Mas na Amazônia a espécie pode passar disso com facilidade.

Pensando nisso, a equipe do programa parte com a missão de tentar encontrar o maior tucunaré-fogo já registrado. A pescaria conta com a participação de Ian Arthur, pescador que tem um recorde mundial homologado. A cada curva, uma esperança de achar o peixe premiado.

Será que a conquista vem? Enquanto os pescadores esperam, Ian explica todos os passos para homologar um recorde. Não basta ter sorte, uma série de exigências precisam ser atendidas para o feito do pescador ser reconhecido.

 

Fonte: Terra da Gente - G1

O Portal não se responsabiliza pelos comentários aqui postados!