Últimas notícias
Em alusão ao dia do Índio, Xavantes fecham rodovia e cobram pedágio em MT| Buscador Viajala é o 1° do Brasil a incluir a companhia aérea mato-grossense Asta| Secretaria de assistência social – Curso de Manicure gera oportunidade e renda em Água Boa| Canarana tem 80 pacientes em tratamento contra a Hanseníase| Canarana: veja inscrições homologadas para fisioterapeuta|
Notícias - Cidades

09 de Abril de 2019 ás 16:23:39

Presidente da CNM apresenta principais reivindicações e expectativas dos Municípios na XXII Marcha

A nova previdência, a reforma tributária e a Plataforma + Brasil estão entre os assuntos tratados.

Foto por: Agência CNM

Apresentar o panorama da situação enfrentada pelos gestores locais e as principais reivindicações que os Municípios trazem à capital federal para a 22ª edição da Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios. Esse foi o objetivo de conversa do presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, com jornalistas na manhã desta segunda-feira, 8 de abril, no Plenário 14 da Câmara dos Deputados.

O líder do movimento municipalista apresentou os destaques do evento, bem como os principais estudos e pesquisas elaborados pela entidade e que retratam a realidade dos mais de oito mil gestores esperados no evento. A nova previdência, a reforma tributária e a Plataforma + Brasil estão entre os assuntos tratados.

Aroldi falou sobre a expectativa do movimento municipalista acerca da participação do Executivo. “O presidente Jair Bolsonaro confirmou presença e determinou a participação de todos os seus ministros”. Ele destacou ainda a presença em peso do Legislativo e das principais frentes no Congresso Nacional que têm defendido os interesses dos Municípios: a parlamentar mista em Defesa dos Municípios e a a pacto federativo.

As pautas que são prioridades para os Municípios também foram apresentadas aos jornalistas. Pacto federativo; cessão onerosa; aumento de 1% no Fundo de Participação dos Municípios (FPM); Imposto sobre Serviços (ISS); Novo Fundeb; e Lei Kandir estão entre as matérias urgentes para o Entes locais. E citou a urgência de aprovar a reforma da Previdência. “Aí estão as oportunidades de efetivamente a gente começar a trabalhar o 'Mais Brasil'. Isso é o 'Mais Brasil'”, lembrou o presidente.

Segundo o presidente da CNM, a expectativa do evento é receber cerca de 10 mil líderes municipalistas. Aroldi apresentou uma prévia da programação principal do evento e citou a participação dos Três Poderes no evento. “A Marcha não para. Sempre teremos uma programação entre um painel e outro”, reforçou o presidente.

 

Fonte: Agência CNM

O Portal não se responsabiliza pelos comentários aqui postados!