Últimas notícias
Ministério da Agricultura aprova registro de mais 42 agrotóxicos, totalizando 211 no ano| Jon Favreau, diretor de 'O Rei Leão', explica filme: 'Queríamos que parecesse um documentário'| Defesa diz que Lula é idoso e pede prioridade no julgamento sobre suspeição de Moro| Brincadeiras juninas estimulam o ritmo e a coordenação das crianças| Pessoas têm mais dificuldade de beber água no inverno|
Notícias - Água Boa

25 de Maio de 2019 ás 10:49:59

Construção dos fóruns de Nova Xavantina e Água Boa beneficiará população

Os novos prédios são a representação de um anseio das comunidades, tendo em vista que os locais onde hoje estão abrigadas as sedes da Justiça Estadual nas cidades são antigos.

Foto por: TJMT

A construção de um novo fórum traz mais segurança, conforto e acessibilidade para todos aqueles que frequentam ou trabalham no local. Nas cidades de Água Boa (730 quilômetros a leste de Cuiabá) e Nova Xavantina (645 km) essa é uma realidade que está bem próxima da realidade da população e também da comunidade jurídica. Nesta terça-feira (22 de maio), foram assinadas as ordens de serviços para a edificação dos novos fóruns dessas comarcas.

 Os novos prédios são a representação de um anseio das comunidades, tendo em vista que os locais onde hoje estão abrigadas as sedes da Justiça Estadual nas cidades são antigos. Em Nova Xavantina, por exemplo, a estrutura é tombada pelo patrimônio público, pois foi um hospital na era do presidente Getúlio Vargas que foi sendo reformado para atender a demanda do Judiciário. Em Água Boa a situação não é muito diferente, o prédio também é antigo e há muito tempo vem passando por adequações para atender a população.

 De acordo com o presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha, o Poder Judiciário de Mato Grosso (PJMT) tem tentado melhorar as sedes da instituição nas comarcas. “Sabemos que essas construções vão melhorar os serviços entregues pela Justiça Estadual nas comarcas de Água Boa e Nova Xavantina e ao mesmo tempo vamos conseguir ajudar no crescimento dos dois municípios com geração de empregos, colaborando também com o Estado de Mato Grosso”, ressaltou o magistrado.

 Ele destacou ainda que as obras serão realizadas com financiamento do Fundo de Apoio ao Judiciário de Mato Grosso (Funajuris) e por isso não haverá problema de repasse financeiro. “Não deveremos ter problemas nessas obras, teremos início meio e fim em breve, para que a população seja melhor atendida.”

 O termo de cooperação prevê que os fóruns sejam financiados e fiscalizados pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso e licitados e executados pelas prefeituras. O novo fórum de Água Boa deve custar cerca de R$ 10,9 milhões e terá um total de 2.951 metros quadrados construído em uma área de 20 mil metros quadrados doados por um empresário local. Segundo o prefeito Mauro Rosa da Silva, a nova edificação é um momento ímpar para a sociedade local.

 “Esse novo empreendimento é um presente que o Tribunal de Justiça dá para sociedade de Água Boa, pois vem ao encontro com a necessidade da comarca de um local mais moderno para a resolução dos nossos atos judiciais. O trabalho na resolução das demandas, tenho certeza, será impulsionado, terá mais agilidade, pois também será melhorada as condições da qualidade de trabalho dos servidores”, destacou Silva. A comarca atende também à comunidade de Nova Nazaré e à cidade de Cocalinho.

 Já em Nova Xavantina, o novo prédio deve custar cerca de R$ 8,8 milhões e será construído em um terreno doado pela prefeitura. O total de área construída soma 3.002 metros quadrados em uma área de 12.120 metros quadrados. O prefeito local, João Batista Vaz, também ressalta os benefícios trazidos para a cidade com a edificação afirmando que a comunidade está com grande expectativa. Principalmente a comunidade jurídica.

 “Nosso fórum é uma obra tombada pelo patrimônio público e, mesmo passando por reformar, para acomodar as instalações do fórum, não acompanhou as mudanças do Judiciário. É importante lembrar também que grande parte do recurso que será investido, senão todo, deverá ficar em prol da comunidade local. A própria empreiteira que venceu o certame também é de Nova Xavantina. Teremos com isso geração de emprego, divisas e rendas para a cidade”, concluiu Vaz.

 A ordem de serviço foi assinada na sala de reuniões da Presidência e contou com a participação também do deputado estadual Ondanir Bortolini; do juiz auxiliar da presidência Túlio Duailibi, o coordenador de Infraestrutura Roberto Cyríaco da Silva; o diretor de obras, Diogo Gonçalves e assessores dos prefeitos.

 

Fonte: Keila Maressa Coordenadoria de Comunicação do TJMT

O Portal não se responsabiliza pelos comentários aqui postados!