Últimas notícias
Gestores de Canarana participam de Congresso Internacional de Sustentabilidade| Indígenas e prefeito de Canarana defendem maior discussão sobre o traçado da BR-242| Iluminação da travessia urbana BR 158 em Água Boa é oficialmente inaugurada| Boxeador Popó é confirmado na temporada de Praia de Nova Xavantina, cidade irá receber lutas de UFC| Xinguanos entregam ao governo plano de consulta inédito|
Notícias - Brasil

19 de Dezembro de 2018 ás 10:10:46

Bolsonaro chega a Brasília para discutir com ministros ações do futuro governo

Presidente eleito tem feito viagens semanais à capital para se reunir com os auxiliares e com autoridades. Expectativa é que Bolsonaro retorne ao Rio de Janeiro ainda nesta quarta-feira (19).

O presidente eleito Jair Bolsonaro desembarcou em Brasília na manhã desta quarta-feira (19) para discutir com os futuros ministros e com o vice-presidente eleito general Mourão as ações que o governo deve implementar a partir de 2019.

Bolsonaro chegou à Base Aérea de Brasília em uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) e deixou o aeroporto da capital em um comboio escoltado pela Polícia Federal.

A previsão é que o presidente eleito retorne ainda na noite desta quarta para o Rio de Janeiro.

Desde que foi eleito, Bolsonaro tem feito viagens semanais à capital. Durante a passagem por Brasília, costuma ficar de dois a três dias na cidade se reunir com a equipe de transição e com autoridades.

A reunião com a equipe de transição e com os futuros ministros está prevista para durar das 10h às 16h, na Granja do Torto, uma das residências oficiais da Presidência. Esta será a primeira vez que Bolsonaro se reunirá com os 22 futuros ministros do governo.

Vitorioso na eleição de outubro, quando recebeu 57,7 milhões de votos no segundo turno, Bolsonaro tomará posse em 1º de janeiro como o 38º presidente da República. O mandato dele irá até dezembro de 2022.

Capitão reformado do Exército e deputado federal desde 1991, Bolsonaro foi eleito com um discurso conservador nos costumes, liberal na economia, linha dura na segurança pública e crítico ao PT e à esquerda (conheça a trajetória do presidente eleito).

Transição

A transição de governo teve início em novembro, quando a equipe de Bolsonaro passou a trabalhar no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília.

Nas últimas semanas, os futuros ministros e integrantes da equipe de transição tiveram acesso aos dados oficias do governo federal para preparar a futura administração.

Em entrevista ao colunista do G1 Valdo Cruz, o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou que na reunião desta quarta Bolsonaro receberá dos ministros sugestões de ações a serem adotadas.

"Com essa lista, o presidente vai analisar as propostas e decidir quais devem ser implementadas de imediato", disse Onyx ao blog.

O presidente eleito tem citado entre as prioridades de sua gestão a aprovação da reforma da Previdência, porém não detalhou a proposta. Ele avalia tentar votar a proposta de forma fatiada no Congresso Nacional, a começar pela definição de uma idade mínima para aposentadoria.

 

Fonte: Guilherme Mazui, G1 — Brasília

O Portal não se responsabiliza pelos comentários aqui postados!